Mais de 400 agentes de endemia são capacitados sobre Zica Vírus

Casos de microcefalia podem estar relacionados ao zica vírus

Image title

A possível relação entre o zika vírus e os casos de microcefalia preocupa os gestores em saúde e o combate ao mosquito Aedes aegypti precisa ser redobrado. Por isso, na tarde desta sexta-feira (27), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) organizou uma capacitação com mais de 400 agentes de endemias que atuam na cidade. O evento aconteceu no auditório da instituição.

“Queremos que todos fiquem atentos aos novos eventos que estão acontecendo relacionados às viroses causadas pelo Aedes aegypti. Precisamos prestar muita atenção no combate aos focos que possam proliferar o mosquito. Só assim poderemos evitar as doenças que ele pode causar. O que nós, profissionais de saúde, junto à população, podemos fazer se for provado que a microcefalia é causada pelo zica vírus?”, afirmou Amariles Borba, diretora de vigilância em saúde da FMS.

Ela enfatizou que os agentes de endemias são o elo direto entre o poder público e a população. “Agora mais do que nunca o trabalho deles precisa de atenção especial, pois a melhoria na qualidade do serviço dos agentes de endemias será refletida no controle da dengue, zika e chikungunya em Teresina”, falou a diretora.

Até o momento, a FMS confirmou 4.436 casos de dengue em Teresina. Os cinco bairros mais afetados pela dengue são: Santa Maria da Codipi, com 323 casos; Parque Brasil, com 212 casos; Mocambinho, com 201 casos; Buenos Aires, com 170 casos e Santo Antônio, com 147 casos.

Alguns Estados brasileiros reportam recentemente um aumento significativo na ocorrência de microcefalia entre nascidos vivos nos últimos meses do corrente ano. A epidemiologista da FMS, Amparo Salmito, proferiu palestra falando sobre o zica vírus e a microcefalia. “Os casos de gestantes com bebê apresentando microcefalia podem ter relação com o zika vírus. As autoridades em saúde estão avaliando isso. A microcefalia faz com que o bebê nasça com o crânio menor do que o normal, podendo ocasionar retardo mental”, disse ela.

A epidemiologista explanou ainda que os médicos sabem pouco ainda sobre o zica vírus, pois é um agente novo nas Américas. “Mas ele pode sim estar relacionado aos casos de microcefalia. No começo dos casos de zica vírus achamos que ele era bem mais benigno que a dengue ou mesmo chikungunya, pois a doença não deixa a pessoa prostrada. Porém o que nos preocupa agora são as complicações que ela pode ocasionar”, falou.

Fonte: Portal MN