Mais de 500 famílias ocupam Vila Nova Esperança

No primeiro cadastro realizado há algumas semanas, eram 400 famílias, mas o número já subiu e deve continuar aumentando

ACOMPANHE A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DE QUARTA-FEIRA (14/05) DO JORNAL MEIO NORTE.

Já passou de 500 o número de famílias que ocupa a Vila Nova Esperança, na região do Residencial Padre Pedro Balzi, na zona Sudeste de Teresina. Elas chegaram ao local há cerca de dois meses e pedem uma definição, à Prefeitura Municipal de Teresina, para a situação de quem está vivendo no terreno, que é de propriedade da PMT.

No primeiro cadastro realizado há algumas semanas, eram 400 famílias, mas o número já subiu e deve continuar aumentando, segundo afirmou o líder comunitário da região, Rogério de Azevedo. Ele afirmou que todos os dias novas famílias chegam à vila, com a esperança de ter uma moradia própria. ?Cerca de 80% das famílias que estão lá moravam de aluguel. Os outros 20% são pessoas que moravam na casa de parentes?, afirmou.

As famílias chegam, constroem habitações simples e se instalam, a exemplo de José Francisco Nascimento da Silva, que disse estar no local há dois meses. ?Eu cheguei bem no início, contrui um barraco e estou morando com minha esposa e meus dois filhos. Não pretendo sair de lá. O que queremos é que a prefeitura nos dê uma solução, ou construindo casas para nós onde já estamos, ou pelo menos liberando os terrenos para que nós mesmos possamos fazer isso?, pontuou.

Fonte: Pollyana Carvalho