Manifestantes bloqueia PI-130. Eles querem volta das obras entre Teresina e Palmeirais

Após oito horas de manifestação, representantes do Governo do Estado procuraram

No último dia 01, os moradores dos povoados Bom Jardim e Passagem do Santo Antônio, ambos do município de Nazária, bloquearam a PI-130, que liga Teresina a Palmeirais, reivindicando a retomada das obras de asfaltamento da rodovia. Nove dias depois, os manifestantes se reúnem novamente pedindo o cumprimento do acordo firmado na ocasião da última manifestação.

Após oito horas de manifestação, representantes do Governo do Estado procuraram os manifestantes para uma negociação. ?Cumprimos nossa parte no acordo e desbloqueamos a PI-130. Nos garantiram que até a sexta-feira, 05, as obras seriam retomadas, no entanto, não recomeçaram as obras e não nos apresentaram justificativas?, explicou Rodimar Garbin, da coordenação do Movimento Sem-terra.

Rodimar acrescentou que a comunidade ficou ainda mais revoltada com o descaso para com os moradores. ?Nos reunimos e decidimos fazer uma outra manifestação. Desta vez, só sairemos mediante o retorno das máquinas e, conseqüentemente, das obras?, garantiu. No local, cerca de 150 pessoas levaram troncos, pneus e pedras para bloquearem novamente a rodovia impedindo a passagem de qualquer veículo.

Os representantes do Governo do Estado garantiram aos manifestantes que as obras seriam retomadas e que seria concluída dentro do prazo previsto. ?As obras continuam paradas e agora, além da poeira, temos que conviver com a lama, já que as chuvas estão acontecendo constantemente?, ressalta o morador, acrescentando que, pela quantidade de lama, muitos carros que trafegam no local estão atolando.

Os moradores alegam que as obras foram iniciadas e, após 25% do trecho ser concluído, a empresa responsável pela realização da obra, retirou as máquinas paralisando totalmente os serviços. A parte paralisada corresponde ao trecho mais habitado, onde moram cerca de 400 famílias, inclusive

próximo à escola e ao posto de saúde da região, que já estão com seus serviços paralisados, por não terem condições de continuar funcionando por conta da poeira. Rodimar Garbin denunciou ainda que foram enviados policiais militares e agentes do Bptran para o local, com o intuito de barrar o movimento.

?Os policiais estão estimulando tumulto para que haja existência de conflitos entre os manifestantes. Já tentaram, mais de uma vez, obstruir a passagem para barrar o movimento?, frisa. Com a nova manifestação, os moradores esperam que seja aberto um canal de negociação com a empresa responsável pela obra e pelos representantes do governo do Estado.

Fonte: Mayara Bastos, Jornal Meio Norte