Manifestantes entram em acordo e desocupam plenário da Câmara

Presidente da Câmara pode não entrar com pedido de reintegração

 Os manifestantes que ocupavam o plenário da Câmara Legislativa do DF entraram em acordo com a Mesa Diretora da Casa e saíram do local no começo da tarde desta quinta-feira (3). Pela proposta aprovada, eles ficarão concentrados na galeria e a sessão poderá ser aberta.

Ela pode definir o novo corregedor da Casa. Segundo a assessoria do presidente da Casa, Cabo Patrício (PT), com o recuo, a Casa não deve entrar com pedido de reintegração de posse na Justiça. Os manifestantes, no entanto, pretendem voltar ao plenário após a votação e ficar durante todo o final de semana no local. Nesta quarta, cerca de 150 manifestantes invadiram o plenário da Câmara em protesto contra as denúncias de corrupção envolvendo políticos de Brasília.

Com um caixão, eles quebraram duas portas de vidro da Casa e subiram na Mesa Diretora. Para evitar mais depredação, seguranças retiraram computadores e outros objetos do plenário. Os manifestantes – estudantes e pessoas com bandeiras do PSTU – gritaram palavras de ordem e frases como “O Arruda vai cair” e “Arruda na Papuda, PO no xilindró”. Papuda é uma prisão em Brasília e PO é como é conhecido o vice-governador, Paulo Octávio (DEM).

Fonte: g1, www.g1.com.br