Marina acompanhou missa ao lado de família de Eduardo Campos

Marina acompanhou missa ao lado de família de Eduardo Campos

Marina acompanhou missa ao lado de família de Eduardo Campos

Marina Silva acompanhou a missa realizada em homenagem a Eduardo Campos(PSB) neste domingo, 17, ao lado da família do ex-governador de Pernambuco. Ela estava sentada próximo à viúva de Campos, Renata, que passou parte da cerimônia amamentando o filho mais novo, Miguel, nascido em janeiro. Os outros quatro filhos permaneceram todo o tempo ao lado do caixão do pai.

Ao final da cerimônia, Marina e a família de Campos foram cumprimentados pelos candidatos à Presidência Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também participou da homenagem a Campos.  Embora estivessem em lados opostos nesta campanha presidencial, os dois sempre mantiveram uma relação de amizade e respeito. 

Vice. Desde que desembarcou no Recife na tarde de sábado, 16, Marina tem se mantido ao lado da família de Campos. Na noite de sábado, acompanhou a chegada dos corpos de Campos e outros dois assessores na base aérea da cidade. Depois, seguiu o cortejo pelos bairros da capital pernambucana atrás dos caminhões do Corpo de Bombeiros que levavam os três caixões.

Na chegada ao local do velório,  a candidata a vice na chapa do PSB foi saudada pelas centenas de pessoas que enfrentaram uma madrugada chuvosa para homenagear Campos. "Marina, Marina", gritavam eles, depois de entoar o grito de "Eduardo, guerreiro, do povo brasileiro".

Durante toda a madrugada, a ex-ministra foi abordada por diversas pessoas que lhe pediam fotos ou diziam palavras de incentivos à sua provável candidatura à Presidência.

A ex-ministra deixou o velório por volta das 5h da manhã e retornou ao local antes das 10h.

Durante todo o tempo, troca confidências com Renata. Ela tem dito a amigos que está surpresa com a força que a viúva tem mostrado.

O PSB deve anunciar o nome de Marina como candidata à Presidência na próxima quarta-feira, 27. A família tem dito que essa seria a vontade de Campos.





Fonte: MSN