Maternidade Evangelina Rosa recebe melhorias em sua infraestrutura

A melhoria é através de aquisição de equipamentos e reestruturação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) está investindo na melhoria da infraestrutura da Maternidade Dona Evangelina Rosa através de aquisição de equipamentos, reestruturação de salas, readequação do centro cirúrgico e leitos de UTI. Com estes investimentos, a unidade intensifica o avanço na assistência à mulher e ao bebê.

Segundo o diretor técnico da MDER, Marcos Bittencourt, só este ano, já foram realizadas diversas melhorias na Maternidade, como a aquisição de material de reanimação neonatal e material de ventilação mecânica, reformas em banheiros e aquisição de dez unidades do equipamento monitor fetal (cardiotocógrafo).

O diretor também explica que foram realizadas melhorias e ajustes nas escalas e plantões de profissionais, como, a dos fisioterapeutas, que foi implementada para que tenha sempre um no período da noite e nos finais de semana, com previsão de plantão cobrindo às 24 horas.

Essas melhorias são acompanhadas pelo Ministério Público (MP), por meio da Promotoria de Justiça e do Centro de Apoio de Defesa da Saúde (Caods).

“É importante esse acompanhamento da equipe do Ministério Público, que tem o cuidado de monitorar todas as adequações realizadas na maternidade, visando à melhoria do atendimento ao paciente”, afirma Bittencourt, que apresenta outros avanços na unidade.

Na área de terapia intensiva, duas ações estão em fase de orçamento de projeto, como a reforma física da Unidade de Terapia Intensiva – UTI Adulta, que está em fase de elaboração de planilhas de custos na Secretaria de Estado da Saúde. Além da UTI, a adequação de leitos de Cuidados Intermediários e Canguru.

“Trabalhamos para melhorar cada vez mais a estrutura da maternidade proporcionando para nossos pacientes uma boa qualidade no atendimento. Para isso, a aquisição de diversos equipamentos, como incubadoras dupla parede e de transporte, aparelhos CPAP Neonatal, aparelhos de fototerapia microprocessada de super led, monitores multiparâmetros e aparelhos de fototerapia reversa e reflexiva, e na infraestrutura, a adequação de mais dez leitos na Unidade de Cuidados Intermediários", afirma o diretor, explicando ainda que todos os procedimentos estão em andamento, seja em processo de pagamento na Secretaria ou em análise na Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Fonte: Com informações do Portal do Governo