Matriculas tentam diminuir evasão no ensino médio

Escolas e transporte são estratégias para evitar evasão

Este ano o foco para a rede pública estadual de ensino foi concentrado no ensino médio. De acordo com a Secretaria Estadual de Ensino (Seduc) há uma evasão de alunos que saem do ensino fundamental e não ingressam no ensino médio. Para tentar resolver o problema são apresentados investimentos em transporte escolar e até mesmo envio de carta aos alunos que estão saindo do ensino fundamental pedindo que façam sua matrícula no ensino médio.

A observação de que existe uma evasão de alunos no ensino médio é feita pelo próprio secretário de Educação, Antônio José Medeiros. ?Nós observamos pelas estatísticas que há uma evasão. Se são cerca de 43 mil alunos que terminam a 8a série do ensino fundamental, alunos novos giram em torno de 35 e 40 mil. Então nós temos aí de 3 a 5 mil pessoas que terminam o ensino fundamental e não estão se matriculando no ensino médio?, comentou o secretário.

Para o secretário de educação é preciso ainda realizar pesquisas para tentar entender o porque dos alunos de ensino fundamental não retomarem os seus estudos no ensino médio. ?Nós temos hipóteses. Pode ser que alguns abandonem por causa do mercado de trabalho, pode ser que não encontrem motivação para estudar porque fiquem cansados. Pode ser por falta de escola ou transporte escolar em comunidades da zona rural. Pode ser que alguns migrem e vão embora para outros Estados?, relatou o secretário considerando que os principais motivos para o abandono estão relacionados ao transporte escolar e ao trabalho.

Antônio José Medeiros explica que para tentar resolver o problema novos investimentos estão sendo feitos em transporte escolar e construção de escolas. ?Quando assumimos o governo gastava-se R$ 180 mil por mês e agora e nós gastamos R$ 2,2 milhões. Temos convênios com mais de 120 prefeituras, o que viabiliza esse transporte e vamos continuar fazendo estes convênios viabilizando novas linhas de transporte e também aumentando o número de escolas de ensino médio na zona rural. Nós vamos ter aí mais umas 15 a 20 escolas na zona rural?, pontua.

Além da construção de escolas este ano a Seduc apostou em outra estratégia para poder tentar atrair os alunos, a comunicação direta com os estudantes. ?Nós conseguimos através do censo escolar o endereço de todos os alunos que concluíram e mandamos uma mala direta para cada aluno pedindo a ele que se matricule porque não tem limite de matrícula para o ensino médio?, disse Antônio José Medeiros. (C.R.)

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte