Médico se recusa a internar vítima de AVC por falta de equipamento no HUT

Médico se recusa a internar vítima de AVC por falta de equipamento no HUT

Paciente não foi internada por falta de tubo de ventilação; Após parente ligar para amigo de dentro do governo, ela foi então internada

Uma parente de dona Maria, vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) demorou cerca de vinte minutos para ser atendida na UTI do HUT (Hospital de Urgência de Teresina). O motivo: não havia no hospital um tubo de ventilação, equipamento necessário para entubar o paciente.

"Não colocaram ela na UTI por falta desse tubo de ventilação. O rapaz da ambulância discutiu com ele e disse que ia mandar a família resgistrar um BO (Boletim de Ocorrência), para que caso acontecesse alguma coisa, que eles ficassem responsáveis por tudo que acontecesse com ela.", relatou dona Maria.

Para piorar o caso, após algumas ligações para a família, um parente, segundo dona Maria trabalha em "não que repartição pública, sei que é lá dentro", que teria ligado para alguém do governo de que ela não lembra o nome, e que assim, a parente dela pôde ser internada. O tubo de ventilação também apareceu.

Segundo diretor do HUT, Gilberto Albuquerque, faltam realmente, alguns desses tubos. "Existem alguns tubos que eles não tem cafe, por exemplo. Mas alguns não tem nem no mercado, para crianças de até 2 anos, não temos essas demandas aqui e elas são mínimas", afirmou o diretor.

Fonte: Andrê Nascimento