Médicos podem responder por homicídio doloso por não atender paciente

Hospital informou que está tomando medidas para defender os médicos.

O juíz Maurício Garibe da primeira vara criminal de Jundiaí, interior de São Paulo, mudou a classificação de homicídio culposo para doloso, o caso dos dois médicos do hospital particular que omitiram socorro ao aposentado Edgar José da Rocha de 72 anos.


Médicos podem responder por homicídio doloso por não atender paciente

O juíz entendeu que por deixar de prestar socorro a pessoa que não estava passando bem próxima ao hospital, os médicos não cumpriram o dever legal e ético da profissão, que é atuar para evitar a morte de uma pessoa.

A decisão do juiz Maurício Garibe será analisada e julgada pela vara do júri da comarca que tem trinta dias para concluir o processo. Segundo o juiz, o caso pode ir a júri popular e se condenados eles podem receber pena de seis a 12 anos de prisão além de perder o registro da profissão. O Conselho Regional de Medicina disse que abriu uma sindicância pra apurar o que ocorreu. Já o hospital disse que está tomando todas as medidas judiciais pra defender os médicos.

Fonte: G1