Médium considerado sucessor de Chico Xavier morre em Uberaba

Médium considerado sucessor de Chico Xavier morre em Uberaba

Celso de Almeida Afonso lutava há um ano e dois meses contra um câncer.

Celso de Almeida Afonso, considerado um dos principais médiuns brasileiros depois do Chico Xavier, morreu na madrugada desta terça-feira (26) em Uberaba. Ele tinha 72 anos e lutava há um ano e dois meses contra um câncer no fígado que passou para o esôfago. Ele morreu por falência múltipla nos órgãos. O velório é aberto ao público na Avenida Lucas Borges, no Centro Espírita Aurélio Agostinho.

O médium estava internado no Hospital Hélio Angotti e recebeu alta na manhã de segunda-feira (25). No fim da tarde, o estado de saúde dele piorou e Celso voltou para o hospital, onde morreu na madrugada desta terça-feira.

Em 40 anos Celso psicografou 35 livros e quase 21 mil cartas para familiares que o procuravam para ter contato com parentes mortos. Nascido em Araxá, no Alto Paranaíba, ele tinha a profissão de ourives e fez diversos trabalhos de psicografia no Centro Espírita Aurélio Agostinho, no Bairro Fabrício.

Celso descobriu a mediunidade através do Chico Xavier, quando tinha 14 anos. Quando o médium morreu, alguns seguidores do espiritismo chegaram a cogitar que Celso seria o sucessor. O médium foi diagnosticado com câncer em novembro de 2012 e esteve em tratamento intensivo. Ele chegou a ser submetido a uma cirurgia para retirada de parte do esôfago e estômago.

Sobre uma possível sucessão de Chico, Celso sempre negou, afirmando que não existe sucessão no espiritismo e que cada um tem importância dentro da religião. O enterro está marcado para às 17h, no Cemitério São João Batista.

Fonte: G1