Mel e castanha de caju serão destaques no 5º Salão do Turismo

Os empreendimentos do Piauí selecionados para participar do evento neste ano de 2010 foram a Central de Cooperativas de Cajucultores do Estado

O mel e a castanha de caju do Piauí serão destaques no 5º Salão de Turismo - Roteiros do Brasil, que será realizado no período de 26 a 30 de maio, no Anhembi, em São Paulo. O Salão é o maior evento de turismo do país, numa iniciativa do Ministério do Turismo (MTur). No ano passado, o evento atraiu 100 mil visitantes. Os empreendimentos do Piauí selecionados para participar do evento neste ano de 2010 foram a Central de Cooperativas de Cajucultores do Estado (Coajupi), que vai comercializar castanha de caju, e a Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro (Casa Apis), que levará o mel para o Salão de Turismo.

Produtos fabricados por empreendimentos de agricultura familiar terão destaque na 5ª edição do Salão do Turismo - Roteiros do Brasil, sendo que Ministério do Turismo (MTur) selecionou 30 empreendimentos, entre associações, cooperativas e redes, nas cinco regiões brasileiras, para comercializarem doces, biscoitos, conservas, castanhas, sucos e vinhos, entre outras delícias. Os produtos serão expostos e comercializados no Mercado da Agricultura Familiar, na Vitrine Brasil.

Dia 26 de março foi o último dia para o envio de inscrições para participar da chamada para Seleção de Empreendimentos da Agricultura Familiar. Durante 23 dias, cerca de 70 empreendimentos enviaram suas inscrições.

Foram selecionados dois empreendimentos da Região Norte, oito do Nordeste, cinco do Centro-Oeste, seis do Sudeste, nove da Região Sul, contemplando 18 Estados, incluindo o Distrito Federal, são eles: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Pará, Tocantins.

Serão comercializados, na sua maioria, produtos orgânicos certificados e produtos da sociobiodiversidade. Os empreendimentos selecionados estão de acordo com os critérios do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além de possuírem capacidade de oferta nacional e atenderem às exigências fiscais e sanitárias para a circulação de produtos.

Mais de 20.500 famílias representadas pelas associações, cooperativas e redes de empreendimentos serão beneficiadas. Em 2009, durante os cinco dias de evento, foram comercializados mais de R$ 200 mil, com uma estimativa de negócios futuros de R$ 1,8 milhão.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br