Memorial Zumbi dos Palmares comemora oito anos e ganha reforma

A reforma foi anunciada pela governadora em exercício do Estado

O Memorial Zumbi dos Palmares, centro de referência da cultura afro em Teresina, vai passar por uma modernização, que deve contemplar a climatização do auditório e de outros espaços que, atualmente, atendem a uma média de mil pessoas ao mês, com oficinas, cursos e atividades culturais. A reforma foi anunciada pela governadora em exercício do Estado, Margarete Coelho, e pelo secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, durante a comemoração dos oito anos do Memorial, nesse sábado (25). A data também serviu para lembrar o Dia Nacional da Mulher Negra da América Latina e do Caribe.

Durante a abertura das festividades, o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, falou da importância da implementação de políticas públicas de igualdade. “Essa é uma data simbólica. É o dia mulher negra da América Latina e do Caribe e, justamente nesse dia, recebemos a primeira governadora do Estado aqui. A Secretaria de Cultura vai investir no Memorial e juntos podemos melhorar esse espaço. São vocês que vão dizer como esse local deve funcionar. Ele pertence a vocês”, diz Fábio Novo.

A governadora Margarete Coelho aproveitou para agradecer o convite e para assumir um “compromisso de alma com os movimentos sociais”. Margarete também falou da importância em valorizar o povo negro. “Democracia só é democracia quando inclui todos. Se a maioria da população é formada por negros, que democracia é essa, que ainda exclui? Precisamos construir uma nação melhor, onde não se precise declarar a nossa cor”, completa.

A coordenadora do Memorial Zumbi dos Palmares, Antônia Aguiar, ressalta a importância do espaço para os grupos que fazem a cultura afro no Estado. A presidente do Instituto Mulher Negra do Piauí - AYABÁS, Sônia Terra, chama a atenção para a falta de oportunidades no mercado de trabalho. “Nós, mulheres negras, precisamos ocupar espaços no mercado de trabalho e nos Governos. Estamos em marcha e em novembro vamos até Brasília levar nossos principais anseios, junto com mulheres negras de todo o Brasil e de outros países. Somos muitas e queremos ser reconhecidas”, diz.

Os talentos das mulheres negras também foram destacados pela coordenadora estadual de Políticas para as Mulheres do Piauí, Halda Regina. “No Piauí temos diversos exemplos de mulheres negras capazes, com conhecimento, talento, mas que precisam de oportunidade”, diz.

Após esse momento, aconteceu a benção do Memorial. Em seguida, teve apresentação do grupo “Abadá Capoeira”. O grupo Coisa de Nêgo também encantou os convidados com sua apresentação. Quem deu continuidade à festa foi a banda “Samba no Coreto”.

O ESPAÇO – O Memorial Zumbi dos Palmares foi inaugurado em 2007. O local conta com oito salas, que inclui sala de vídeo, de informática, auditório e a biblioteca. O local é aberto à comunidade. Além de oficinas e aulas de idiomas, o Memorial recebe três grupos de capoeira semanalmente. 


Image title

Image title

Fonte: Ascom Secult