Menina de 10 anos recebe alta após abortar do padrasto

O padrasto da jovem, um homem de 44 anos, foi preso na última quinta-feira suspeito de violentar e engravidar a criança

Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), no Recife, interrompeu a gravidez de uma menina de 10 anos no sábado. A jovem recebeu alta no final da tarde de domingo. Segundo a instituição, o aborto foi autorizado pela Justiça. O padrasto da jovem, um homem de 44 anos, foi preso na última quinta-feira suspeito de violentar e engravidar a criança em Jaboatão dos Guararapes (PE). Segundo a polícia, o padrasto e a menina mantinham relações há dois anos.

O hospital afirma que a mãe pediu para que não fossem divulgadas mais informações sobre o procedimento. De acordo com a Polícia Civil, todas as informações relatadas pela vítima teriam sido confirmadas pelo homem em depoimento, que disse ainda ter relações com a criança sempre no final da tarde, quando a mãe não estava em casa.

A gravidez foi descoberta após uma notificação do hospital para onde a menina tinha se encaminhado alegando sentir dores abdominais. O hospital entrou em contato com o Conselho Tutelar, que acionou a polícia. A criança terá acompanhamento psicológico e jurídico, segundo a polícia.

A delegada da Polícia Civil Mariana Villas Boas disse que já foram ouvidas a vítima, a mãe da criança e o padrasto, e que uma testemunha, que desconfiava dos abusos, será ouvida pelo Conselho Tutelar.

Fonte: Terra