Menina de 7 anos sonha em montar uma biblioteca pública em Alagoas

“Um livro tem o valor de 100 livros para o meu coração”

“Um livro tem o valor de 100 livros para o meu coração”

Image title

“O livro tem três valores: o de ter, o de trocar e o cheiro. Você pode viajar na leitura, estar no México, ou em qualquer outro lugar, mas sentado.”

Essas são frases da pequena Mell. Com apenas sete anos, ela sonha em abrir uma biblioteca pública em sua cidade, Mata Grande, um pequeno município em Alagoas, com pouco mais de 25 mil habitantes.

Vinda de uma geração de professoras, Mell sempre foi muito influenciada pelas histórias contadas pela mãe e avó. "Antes mesmo de saber ler, ela já gostava de livros ilustrativos", conta a madrinha e prima da garota, Marina Fortes.

Do amor pela leitura veio o sonho de compartilhar esse mesmo sentimento com outros em sua comunidade. A ideia de montar uma biblioteca começou a se materializar quando uma cartinha enviada por Mell a uma tia foi parar nas redes sociais:


A primeira divulgação pública da carta ocorreu no dia 28 de março. Desde então foram mais de 5.000 livros arrecadados.

A Secretaria de Educação de Alagoas doou mais de 2.700 obras, e, em seguida, chegaram mais 2.000 exemplares da Academia da Polícia Militar.

Fora isso, todos os dias chegam pelos Correios livros vindos de todos os estados do País. Vendo o sonho se tornar realidade, a família resolveu investir em pontos de coleta de livros, que hoje já somam 13 espalhados pelo estado.

A família também está arrecadando recursos para construir uma biblioteca com espaço suficiente para todo o material. Enquanto isso, grande parte dos livros fica no Arquivo Público Estadual, que se responsabiliza pela catalogação deles.

"Ela está muito feliz com o apoio de todos e por ver o seu sonho começando a se tornar realidade. A cada livro que ela recebe, é um sorriso a mais", conta a madrinha. "A sensação é de muita felicidade, por ver o sonho da Mell se realizando e despertando nas pessoas a cooperação, mostrando a todos que a leitura está viva."

Fonte: Brasil Post