Menina sobrevivente mal sabia nadar

O pai disse que a filha mal podia nadar mas conseguiu aguentar até a chegada do resgate

A adolescente de 14 anos que sobreviveu à queda do Airbus A310 nas Ilhas Comoroes está consciente no hospital, informou nesta quarta-feira a agência de notícias Associated Press. Uma enfermeira que trata da garota afirmou que ela está "se recuperando bem".

O pai da menina disse a uma rádio francesa que a filha mal podia nadar mas conseguiu aguentar até a chegada do resgate. O avião da empresa Yemenia Air caiu no Oceano Índico pouco antes do pouso nas Ilhas Comores, com 153 pessoas a bordo. Até agora a menina foi a única sobrevivente encontrada.

De acordo com o jornal "The Guardian", o pai da garota afirmou que falou com a filha por telefone após o acidente e que ela deixou Paris com a mãe para visitar a família em Comores. "Ela é muito quietinha, nunca pensei que pudesse escapar assim", disse ele.

"Sua saúde não está em perigo. Ela está calma apesar do choque que sofreu", disse à agência Reuters o cirurgião Ben Imani.

Caixa-preta

O sinal da caixa-preta do avião foi localizado nesta quarta-feira (1º). As operações de recuperação do equipamento - que pode ajudar a esclarecer as circunstâncias que levara a aeronave a cair - já começaram. Um navio francês deveria chegar nesta quarta-feira à região, para auxiliar nas operações de recuperação do equipamento.

Fonte: g1, www.g1.com.br