Menina trans grava vídeo com mensagem: “Não somos doentes"

Gênero é uma questão de liberdade, explica a pequena Willa.

“Nós somos quem nós somos“, finaliza a garotinha depois de um vídeo emocionante cheio de recados que muitas pessoas deveriam ouvir, anotar, receber em uma apostila… Está tudo bem se você não se sente confortável com sexo. Gênero é uma questão de liberdade, explica a pequena Willa, de 7 anos.

O vídeo foi gravado para o Dia Internacional de Ação pela Despatologização Trans, que acontece no dia 24 de outubro. Mas como a mensagem é maravilhosa, não tem data para gente mostrar ele aqui.

Willa Naylor tem apenas 7 anos e já é ativista pelos direitos de gênero, direto da ilha de Malta. Ela conta que sua vida como um garoto era muito ruim, até que um dia ela disse para os seus pais que se sentia como uma menina. Eles aceitaram e a deixaram se vestir como uma dentro de casa.

Quando a experiência trouxe bons resultados e Willa passou a se sentir mais confortável, ela pôde finalmente ser menina fora de casa, pois só assim sua vida faz sentido: “Se eles não tivessem me deixado viver como uma menina, eu seria muito triste”, conta ela no vídeo.

“A lei que reconhece a identidade de pessoas transgênero foi dedicada a mim e me sinto muito orgulhosa por isso”, diz Willa, completando: “Crianças trans precisam ser ouvidas, nós não somos doentes e vocês não nos podem mudar“.

Criança transgênero (Crédito: Reprodução)
Criança transgênero (Crédito: Reprodução)

Criança transgênero (Crédito: Reprodução)
Criança transgênero (Crédito: Reprodução)

Criança transgênero (Crédito: Reprodução)
Criança transgênero (Crédito: Reprodução)


Fonte: Hypeness