Menino com agulhas no corpo na Bahia deve passar por outras cirurgias

O Hospital Ana Néri, em Salvador, foram removidas quatro agulhas que causavam infecções no coração

O menino de 2 anos que está internado na Bahia desde o último dia 13 com agulhas no corpo deverá ser submetido a outras duas cirurgias. Ontem, ele passou por uma operação de cinco horas para a retirada de quatro objetos.

O Hospital Ana Néri, em Salvador, foram removidas quatro agulhas que causavam infecções no coração e num dos pulmões do garoto. O procedimento cirúrgico foi considerado um sucesso pelos médicos. O menino foi levado para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), onde se recupera. Seu quadro clínico ainda é grave.

A piora do estado de saúde nos últimos dias obrigou a equipe médica a antecipar a cirurgia. Segundo Isabel Guimarães, coordenadora de cardiologia pediátrica do hospital, havia risco de os objetos entrarem na corrente sanguínea.

A próxima operação, prevista para a semana que vem, será para a retirada das agulhas que estão no aparelho digestivo. A última será na coluna vertebral.

A assessoria do hospital informou que aguarda os laudos de exames de imagens para confirmar quantas agulhas estão alojadas no corpo da criança. O Hospital do Oeste, em Barreiras (BA), onde o garoto foi atendido inicialmente, estimava em cerca de 50 objetivos. Depois, exames no hospital Ana Nery apontaram 42 agulhas. Agora, o hospital fala em cerca de 30, ainda sem saber ao certo o total.

A polícia deve encerrar as investigações do caso na semana que vem. Estão presos o padrasto da vítima, Roberto Carlos Lopes, 30, que confessou ter introduzido as agulhas no enteado em um ritual religioso, Angelina dos Santos, 47, amante dele, e Maria Nascimento, que se diz mãe de santo.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br