Menino foge de casa depois de ser acorrentado pela mãe

Segundo a PM, ele também era agredido pelo avô porque furtava dinheiro

Um menino de 11 anos foi encontrado perdido na garagem de uma empresa de ônibus urbano na noite desta segunda-feira, no Bairro Chácaras Tubalina, em Uberlândia. De acordo com a Polícia Militar, ele era acorrentado pela mãe no sofá da própria casa e agredido pelo avô.

O caso foi descoberto depois que o funcionário da empresa onde o menino estava acionou a PM. A viatura foi à residência da mulher, no Bairro Jardim Ipanema. Ela confessou que trancava o filho no quarto porque ele "tem mania" de furtar dinheiro dentro de casa e temia que o menino pudesse fazer besteira na rua. A PM encontrou a corrente nos pés do sofá, mas a mãe alegou que usava para prender uma bicicleta.

"Ele sempre some de casa, por isso o deixava trancado no quarto. Quanto às correntes, eu usava para trancar a bicicleta ou a moto, porque minha casa já foi roubada uma vez. Estou de aviso prévio no serviço e pedi demissão para passar mais tempo com meu filho", disse Ursula Bastos dos Santos de 28 anos.

A mãe informou ainda, que já pediu ajuda ao Conselho Tutelar da cidade. No local, a informação é que a família recebia acompanhamento desde 2009, porém, a mãe não comparecia às consultas com psicólogo e não permitia que o menor e outros quatro filhos frequentassem os programas de atenção. A instituição afirmou também, que o menino não é usuário de drogas.

O menor, que estava com hematomas na perna esquerda e passou por atendimento médico em uma unidade de saúde do Bairro Tibery, foi levado para a sede do Conselho Tutelar na manhã desta terça-feira. Ele deve permanecer no local até a chegada de representantes da Vara da Infância e Juventude. O menino deve ser levado para um abrigo de menores, já que não há nenhum parente disponível para cuidar da criança.

"Pretendo ficar com meu filho, se a justiça assim determinar", disse a mãe que prestou depoimento na manhã desta terça-feira na Delegacia.

Fonte: G1