Criança morre atropelado por trator em obra de vereador no RJ e seu corpo partiu em dois

Criança morre atropelado por trator em obra de vereador no RJ e seu corpo partiu em dois

Desgovernado numa ribanceira, trator atingiu o menino, partindo seu corpo em dois

Uma criança de 12 anos foi morta, nesta segunda-feira, por um trator que teria perdido o freio na descida de uma ladeira no bairro Brasil, em Nova Iguaçu. Carlos Eduardo Costa Cardoso teve o corpo decepado na altura do quadril, chegou a ser levado com vida a o Hospital da Posse, mas morreu em seguida.

De acordo com moradores, o trator fazia melhorias no local a serviço do vereador Anderson Santos, candidato à reeleição pelo PDT, mesmo partido da prefeita da cidade, Sheila Gama. O terreno, usado pelos moradores como passagem, iria ser asfaltado.


Menino morre atropelado por trator em obra que seria de vereador

Menino morre atropelado por trator em obra que seria de vereador

Por volta das 15h30m, o menino jogava bola na parte alta da Rua Pernambuco, quando desceu para o campo de futebol, no mesmo local:

? Alguém gritou para ele sair da rua porque o trator havia perdido o freio. A máquina desceu arrastando a criança por 20 metros ? contou um vizinho.

A família quer justiça

? Ele chegou ao hospital ainda pedindo socorro à avó. A obra era para angariar votos. Quem fez isso tem que ser preso ? disse o sogro do tio do menino, João Batista dos Santos, de 55 anos.

Na Rua Pernambuco, há algumas placas do vereador Anderson Santos. Segundo moradores, o candidato esteve na via na manhã desta segunda, verificando a obra, e teria prometido, ainda, melhorar a iluminação do local.

? O local onde o trator trabalhava era cheio de mato. Há algum tempo, abriram uma rua. Hoje (segunda-feira), as obras voltaram. O que sabemos é que o vereador é responsável pela obra ? disse Suelen Pereira, de 20 anos.

O motorista Amarildo Dias, de 50 anos, confirmou as informações:

? O vereador é responsável por melhorias aqui na região, e essa obra é de responsabilidade dele. Estávamos chamando o socorro há algum tempo, e foi ele quem mandou a ambulância.

A Secretaria de Obras informou que o trator não pertence ao município, nem prestava serviços à prefeitura. O assessor de Anderson Santos, identificado como Octávio, disse que a máquina era da prefeitura. O motorista do trator foi levado para a 58ª DP (Posse).

Fonte: Extra