Menino morto em ataque à sua escola tem funeral tocante

Jacob tinha até mesmo inventado seu próprio super-herói

É normal que um menino de apenas seis anos seja apaixonado por super-heróis. O que não é comum (ainda bem!) é ter que aceitar que uma criança dessa idade possa morrer alvo de um tiroteio na própria escola. Infelizmente, foi isso o que aconteceu com o pequeno Jacob Hall, que estudava na Townville Elementary School, na Carolina do Sul (EUA).

Jacob foi uma das três crianças atingidas durante um tiroteio na escola e não resistiu aos ferimentos. Então, sua família fez questão de oferecer a ele o melhor funeral possível, com direito a muitos super-heróis.

O menino tinha problemas de visão e asma desde muito cedo e, graças a isso, tinha uma adoração ainda maior pelos personagens que possuíam super-poderes. Seu preferido era o super-homem que, assim como ele, usava óculos quando não estava salvando o mundo.

Jacob tinha até mesmo inventado seu próprio super-herói: Catboy, que tinha a habilidade de absorver qualquer coisa para formar seu próprio time de heróis. Para homenagear a paixão do menino pelos personagens, seus familiares e amigos todos se vestiram como super-heróis durante o funeral, em uma tocante cerimônia.


Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Hypeness