Menino morto em jet ski pilotado pelo próprio pai é enterrado

Menino morto em jet ski pilotado pelo próprio pai é enterrado

Ele pagou uma fiança de R$ 630 e deixou a delegacia da cidade após cerca de seis horas

O garoto Mitchill Guilherme Pereira de Carvalho, de 9 anos, morto após acidente com um jet ski em um clube náutico de Ribeirão Pires, no ABC, neste domingo (26), foi enterrado por volta das 17h25 desta segunda-feira (27) no Cemitério da Vila Formosa, na Zona Leste de São Paulo.

O pai dele, que pilotava a embarcação, acompanhou a cerimônia. Ele pagou uma fiança de R$ 630 e deixou a delegacia da cidade após cerca de seis horas, na madrugada desta segunda. Segundo a polícia, Antonio Edvan Moreira de Carvalho, de 40 anos, será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Mitchill estava em um bote que era arrastado por um jet ski pilotado por Carvalho. O bote bateu na pilastra de uma ponte. O pai não quis dar declarações durante o enterro. Ele foi consolado por amigos e parentes durante todo o tempo.

Segundo testemunhas, o jet ski seguia em diagonal pela represa. Quando passou por baixo da ponte, o bote bateu na pilastra. O garoto estava com um primo de 14 anos na boia ? o adolescente não ficou ferido.

Segundo a Polícia Militar, o pai do garoto diz que uma onda provocada por um outro jet ski descontrolou o bote. De acordo com a polícia, ele não tinha habilitação exigida para pilotar o equipamento. Ele passou por um exame toxicológico, que não apontou a ingestão de nenhuma substância.

A Capitania dos Portos diz que, além de o pai do menino não ser habilitado para conduzir o jet ski, o protocolo para a transferência de propriedade estava vencido, além de a embarcação não apresentar adesivo com indicação do nome e número de inscrição. O equipamento foi lacrado.

A Capitania informa que irá abrir um inquérito próprio, que apurará os motivos do acidente e o responsável, com prazo de conclusão de até 90 dias.

Outro caso

No dia 18, a menina Grazielly Almeida Lames, de 3 anos, morreu em Bertioga, no litoral de São Paulo, após ser atingida por um jet ski que foi acionado por um adolescente.

Testemunhas dizem ter visto quando dois adolescentes subiram no jet ski e aceleraram. Segundo elas, o veículo empinou, os garotos caíram na água e o equipamento seguiu até a areia, acertando a menina.


Menino morto em jet ski pilotado pelo pai é enterrado

Fonte: G1