Menino que sofre de envelhecimento rápido esbanja otimismo

Menino que sofre de envelhecimento rápido esbanja otimismo

O cérebro é de uma criança normal de 11 anos de idade. O corpo, de um senhor de 55 anos

O álbum de família mostra que a doença de Harry Crowther não era óbvia quando ele nasceu. Mas, com menos de um ano de idade, surgiram as primeiras manchas na pele. Aos 5, ele começou a sofrer de artrite, o cabelo ficou mais fino e cada vez mais ralo. Por fim, surgiram problemas cardíacos.

?Harry não crescia como outras crianças... ele envelhecia?, diz a mãe. A uma velocidade assustadora: 5 vezes mais rápido. É o que acontece com quem tem essa doença rara chamada progéria.

O cérebro é de uma criança normal de 11 anos de idade. O corpo, de um senhor de 55 anos. Apesar das dificuldades, Harry tem conseguido lidar muito bem com essas diferenças.

O médico inglês que acompanha o menino diz que primeiro é preciso entender os mecanismos dessa doença genética para tentar, então, parar o envelhecimento precoce. No caso de Harry a progéria é atípica ? uma forma menos severa da doença.

O menino, por sua vez, esbanja otimismo. Diz que já tem uma namoradinha no colégio e garante que vai se casar com ela um dia. Harry planeja ser um biólogo marinho quando crescer. Só lamenta não ter disposição física para praticar esportes como os coleguinhas. ?Me canso rapidamente e vivo com dores nas articulações. Sou obrigado a tomar analgésicos todos os dias.?

Fonte: g1, www.g1.com.br