Menor leva surra após ocupar ponto de garota de programa

A garota de programa atacou a adolescente com socos.

Uma disputa por ponto de prostituição virou caso de polícia em Maringá. O entrevero ocorreu na manhã de terça-feira (8), depois de uma garota de programa, de 28 anos, deparar com uma adolescente de 17 anos sentada em um banco da Praça Raposo Tavares, centro de Maringá.

Furiosa, a garota de programa atacou a adolescente com socos, puxões de cabelo e mordidas e a expulsou do local, sob alegação de que o banco era seu ponto de trabalho e ninguém teria o direito de ocupá-lo. Ferida com arranhões pelo corpo e uma grave mordida no rosto, lado esquerdo, a adolescente pediu ajuda da Guarda Municipal (GM), que conduziu a agressora à delegacia.

Indiciada por lesão corporal, a garota de programa confirmou a briga e disse que a adolescente, que também faz programas sexuais na mesma praça, não só ocupava, como teria recusado a deixar o seu ponto de trabalho.

Um conselheiro tutelar acompanhou a instauração do inquérito policial e levou a adolescente de volta para casa. A Polícia Civil explicou que a situação será analisada pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim) e que uma audiência foi marcada para as 14 horas do dia 3 de fevereiro próximo. As duas partes foram notificadas a comparecer na audiência.


Fonte: Diáriomaringar