Mercado do Produtor deve ser entregue ainda este ano na zona Leste de Teresina

. As obras já estão em estado avançado, a estrutura da base já foi montada e os trabalhadores estão se concentrando nos acabamentos

O Bairro Vale do Gavião, localizado na zona Leste de Teresina, deve receber, até o final do ano, o Mercado do Produtor. O local, que terá 30 boxes, área administrativa e lanchonetes, promete movimentar o comércio da região, além de gerar emprego e renda para a população do entorno. As obras já estão em estado avançado, a estrutura da base já foi montada e os trabalhadores estão se concentrando nos acabamentos.

Para a construção do Mercado do Produtor foram investidos R$ 419 mil, a partir de recursos da Prefeitura Municipal de Teresina em parceria com a Caixa Econômica Federal. Segundo Cássio Alves, operador de betoneira, uma equipe de 10 funcionários está trabalhando duro para que a obra seja entregue o quanto antes.

“Estamos trabalhando para que o mercado seja entregue até dezembro, agora já estamos em fase de acabamento”, explica.

Com área ampla e ventilada distribuída em 538 metros quadrados, o Mercado do Produtor funcionará como os demais mercados de Teresina, com a concessão de permissões a pessoas da comunidade que deverão gerir os boxes. A partir dessa gestão, os pequenos empreendedores poderão vender sua produção aos moradores do bairro.

Após a finalização das obras, o mercado não só movimentará a economia da região como também facilitará a vida dos moradores, que antes tinham que caminhar muito para comprar mantimentos. Os supermercados da região são distantes, e não há outros mercados públicos nas proximidades.
Quem atesta a comodidade é a dona de casa Ana Patrícia Lopes, que está bastante feliz com a novidade: “Antes a gente tinha que caminhar bastante para comprar comida, agora com o mercado aí vai ser bem mais prático para a gente comprar uma fruta ou uma carne, vai facilitar mais. E a movimentação também é boa, porque aqui é meio parado, aí a gente vai se sentir mais seguro”, pontua.

Mercado vai atender carências da região

De acordo com José Alberto Rodrigues Guimarães, gerente de obras da Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Leste (SDU/Leste), a obra tem como objetivo suprir as carências da região do Vale do Gavião: “O Mercado do Produtor é uma obra em convênio com a Caixa e contrapartida da prefeitura que visa atender aquela região do Vale do Gavião e do Sigefredo Pacheco. Lá é muito carente no comércio de frigoríficos e confecções.
Serão onze bancas, 16 boxes para a comercialização de carnes, peixes, frangos e também para a comercialização de artesanato e confecções”, explica.

Estruturalmente, o espaço terá espaço para a administração e local de refeições: “O mercado também tem depósito, área destinada à administração, lanchonete e banheiros. É uma obra que vai atender toda aquela região, que embora tenha se expandido muito, ficou carente no que diz respeito ao comércio. Ali está localizado em uma região estratégica”, avalia José Alberto.

O Mercado do Produtor atenderá as especificações técnicas de acessibilidade, e conta com rampas de acesso e banheiros adaptados. “O espaço está dentro da lei da acessibilidade, com todas as especificações para atender pessoas com deficiência. No local tem rampas para pessoas com deficiência e banheiros masculinos e femininos adaptados para pessoas com deficiência”, declara o gerente de obras da SDU/Leste.

Via facilitará o acesso ao Vale do Gavião

Outra obra que deve facilitar a vida dos moradores da região do Vale do Gavião é a construção da Avenida Rossini Morada, que tem como funcionalidade ligar o bairro à Avenida Presidente Kennedy. Dentre as melhorias, a facilidade de ir e voltar ao bairro e amenizar o trânsito são as mais destacadas.

A obra também acontece em parceria da Prefeitura com a Caixa Econômica Federal: “Essa obra consiste em 2 km de asfaltamento, com recursos de R$ 2,1 milhões. Essa ligação vai permitir que o acesso ao Vale do Gavião seja mais facilitado através da ligação com a Avenida Presidente Kennedy. É uma via com duas faixas em cada sentido, dispondo de canteiro central e ciclovia. Com certeza vai dar uma desafogada no trânsito da região e facilitará o fluxo de veículos”, finaliza José Alberto.

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Lucrécio Arrais