Mesmo com moradores pagando IPTU, rua no bairro Santo Antônio nunca foi calçada

O cenário na rua São Sebastião é de caos

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (01) DO JORNAL MEIO NORTE

O bairro Santo Antônio está localizado na zona Sul de Teresina, mas quem trafega por algumas ruas de lá tem a impressão de estar em outra cidade. A rua São Sebastião, que fica logo após a divisa do bairro com o Promorar, é a pura representação do descaso: a via, extremamente íngreme e com aproximadamente 500 metros de comprimento, nunca foi calçada e impossibilita o tráfego de veículos. A população conta que a capina nunca foi feita pela Prefeitura - em alguns trechos chega a cobrir a fachada de algumas residências - e a ruela apresenta vários vazamentos na rede de distribuição de água. Cansados de esperar pela ação do poder público, os moradores se uniram para improvisar o calçamento da rua e tamparam os canos quebrados com pedras e areia.

O cenário na rua São Sebastião é de caos. Por ser íngreme e bastante inclinada, a descida da via dificulta a passagem de veículos que não possuem tração nas rodas. Quando chove, a parte baixa da rua é tomada por água e os moradores ficam impedidos de sair de casa. Curiosamente, a rua é a única do bairro que nunca recebeu nenhuma melhoria. A dona de casa Mauricele de Sousa e sua avó, Maria Raquel de Sousa, se mudaram para o bairro no início do ano 2000 e relatam que, apesar da visita de muitos políticos, absolutamente nada foi feito até o momento.

"Olha, é muito triste essa situação. Nós pagamos IPTU, mas a rua nunca foi calçada e a prefeitura não faz a capina dos matos. Pagamos taxa de iluminação pública, mas a lâmpada do poste que fica em frente à minha casa foi furtada há mais de um ano e a Eletrobras não substituiu. Vários canos de água quebraram e nós mesmos tivemos que fechar. Estamos abandonados pelos administradores", desabafa a idosa que, aposentada, tem dificuldades de se locomover pela rua e passa o dia trancafiada em casa.

Apesar do cenário de completo descaso, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul (SDU/Sul) não possuía conhecimento da situação calamitosa da rua São Sebastião. Acionado pela reportagem do Jornal Meio Norte, o superintendente executivo da SDU/Sul, Paulo Roberto, informou que até o momento não havia sido noticiado sobre a situação da via, logo, não há planos imediatos para a pavimentação e saneamento do local.

"Não lembro desta rua de cabeça, mas me comprometo a verificar pessoalmente a situação da rua São Sebastião junto ao superintendente de desenvolvimento urbano o quanto antes. Nossa meta é trabalhar a favor da população", pontua o superintendente Paulo Roberto.

Repórter: Olegário Borges

Fonte: Olegário Borges