Metrô de Teresina será beneficiado com a verba do programa PAC 2

Metrô de Teresina será beneficiado com a verba do programa PAC 2

O projeto da CMTP prevê a ampliação da linha da Estação Dirceu II

A Companhia Metropolitana de Transporte de Teresina (CMTP) apresentou no ano passado o projeto de reforma e ampliação da linha do metrô na capital. A proposta foi encaminhada à Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana (SeMOB). As propostas de cada Estado serão apoiadas por meio de financiamento e/ou repasse.

No próximo dia 31 de março, o Ministério das Cidades irá convocar todos os Estados, que apresentaram os projetos, para a assinatura do convênio, que faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento Mobilidade Urbana (PAC-2).

O projeto da CMTP prevê a ampliação da linha da Estação Dirceu II, que atualmente é a parada final do metrô, até o Terminal Rodoviário Petrônio Portela. ?A ampliação será de quatro quilômetros e irá ligar a região Sudeste a Sul e poderá viabilizar a mobilidade nessa área. A região Sudeste é uma das mais densamente povoada de Teresina?, explica Antônio Sobral, diretor administrativo da CMTP. Com a ampliação a malha ferrovia do metrô passará para 17,1 quilômetros.

A atual linha será duplicada e ganhará cinco novos trens. ?A duplicação irá garantir um menor tempo de espera que deve passar para quinze minutos, além da modernização com a implantação das catracas eletrônicas?, afirma. Hoje, o tempo de espera para cada viagem é de 50 minutos.

?Uma das exigências do Ministério é que os projetos de mobilidade urbana atendam um grande número de pessoas e que as tarifas sejam compatíveis com a renda dessas pessoas, porque não adianta ampliar a linha e as pessoas não poderem pagar. A região Sudeste apresenta todas essas características?, explica.

Após finalizado, o projeto terá cinco novas estações e sinalização das passagens de nível com cancelas eletrônicas. O projeto prevê ainda quatro estações de integração, uma na Praça da Bandeira, na Rodoviária, na Avenida Frei Serafim e na Estação da Boa Esperança. A capacidade de atendimento do metrô passará a ser de 50 mil usuários.

Fonte: CCOM