"Meu Natal acabou", diz parente dos afogados em Praia Grande

Uma menina e quatro homens morreram. Um deles estava em lua de mel

Três homens e uma criança da mesma família morreram afogados por volta das 13h desta segunda-feira (17) em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Duas crianças, que também se afogaram, foram resgatadas com vida. A família, de Várzea Paulista, estava passando o dia no litoral de São Paulo. Para os parentes das vítimas, o Natal acabou para a família. Um dos homens que morreu havia casado no último sábado (15). As outras vítimas foram o filho dele, o cunhado e a sobrinha da esposa.



A família chegou em Praia Grande na manhã desta segunda-feira em uma van. Logo depois, foram para a praia. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu quando uma menina de 11 anos foi surpreendida por uma onda, se desequilibrou e foi arrastada pela correnteza. Oito pessoas estavam na água. Os familiares tentaram ajudá-la e acabaram se afogando também. Seis pessoas entraram em processo de afogamento. Três homens, que tentaram salvar a criança, saíram do mar com parada cardiorrespiratória e morreram. Duas meninas sobreviveram e não correm risco de morte. A menina de 11 anos ficou desaparecida.

A dona de casa Geane Queiroz, que é parente das vítimas, estava na areia na hora do afogamento e foi o filho dela que avisou que alguma coisa errada estava acontecendo no mar. ?Meu menino veio correndo junto com a menina, a minha sobrinha, ai eles falaram que iam pedir ajuda. Eu já fiquei desesperada. Foi coisa de segundos?, contou ela.

Um deles, Rogério Garcia Miranda, de 41 anos , estava na cidade para curtir a lua de mel, já que havia casado no último sábado, junto com o filho dele, de 17 anos, e o cunhado, de 27 anos. Eles morreram tentando salvar a menina.

Maria Gomes Ferreira, parente das vítimas, disse que o cunhado casou com a irmã dela no sábado e que vieram para o litoral comemorar o casamento. Antes do almoço, eles resolveram ir para a praia. ?As crianças entraram na água e ficaram pulando onda. A maré levou eles para o meio e as crianças pediram socorro. Os adultos foram socorrer e não voltaram mais. Quando voltaram, voltaram mortos", lamenta.

As buscas pela menina de 11 anos foram realizadas pelo helicóptero águia com auxílio de uma embarcação, um bote de salvamento inflável e uma moto aquática. O corpo dela foi encontrado pelos bombeiros no final da tarde desta segunda-feira. ?Eu nunca esperava que ia passar por isso.É muito difícil. Meu Natal acabou?, falou Geane.

Fonte: G1