‘Meu pai não teve culpa’, diz menino que perdeu braço após ataque de tigre

‘Meu pai não teve culpa’, diz menino que perdeu braço após ataque de tigre

‘Meu pai não teve culpa’, diz menino que perdeu braço após ataque de tigre

Em entrevista ao Fantástico, o menino Vrajamany Rocha, 11 anos, disse que seu pai não é culpado pelo incidente em que foi atacado por um tigre no zoológico de Cascavel, no Paraná. “O meu pai não teve culpa. Ele não sabia que ia acontecer”, declarou na primeira vez que comentou o episódio.

Vrajamany também disse que estava consciente após o ataque e que a caminho do hospital, na ambulância, já sabia que iria perder o braço.

O menino que é destro, agora está aprendendo a usar o braço esquerdo para as atividades diárias, como escrever. Ainda não se sabe se ele poderá usar prótese nem se a família terá condições de pagar por uma. “Vamos marcar na semana que vem consulta em um centro de reabilitação. Vamos esperar uma avaliação de médico”, contou a mãe, Mônica Fernandes Santos.

O incidente aconteceu no último dia 30, quando um tigre atacou o menino, que estava em área proibida a visitantes. Ele estava acompanhado do pai, Marcos do Carlo Rocha, e do irmão mais novo em passeio ao zoológico.

Vrajamany recebeu alta na última quarta-feira (6) e no dia seguinte voltou a São Paulo, onde mora com a mãe. Segundo os médicos que o atenderam, uma das mordidas não atingiu artérias importantes que passam pelo ombro por dois centímetros, o que poderia ter sido fatal.

A Polícia Civil do Paraná investiga de quem é a responsabilidade. Na última sexta-feira, Marcos foi chamado para novo depoimento, mas não compareceu.




Fonte: G1