“Minha vida acabou”, diz pai de jovens mortos em acidente

"Foi um pedaço de mim que foi com os dois”, disse.

Francisco das Chagas, pai dos jovens Bruno Queiroz e Francisco das Chagas Júnior, o Júnior Araújo, fundadores do coletivo Salve Rainha, que acabaram perdendo a vida em um trágico acidente ocorrido na noite de domingo (26), na avenida Miguel Rosa, em Teresina. O veículo Corolla, que era conduzido pelo estudante de Publicidade e Propaganda Moaci Moura Júnior, invadiu a preferencial e colidiu no automóvel Fusca, onde estavam os jovens Bruno e Júnior, e ainda o jornalista Jader Damasceno, que contina internado em hospital particular e seu quadro clínico é estável.

Em entrevista coletiva  nesta quinta-feira (30), na porta do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Francisdo das Chagas, declarou que considera o causador do acidente um assassino e que ao consumir bebida alcoólica e dirigir, assumiu o risco de provocar algum acidente e ferir vidas inocentes. Moaci Moura chegou a ser detido no domingo, mas foi liberado na segunda-feira (27), após pagamento de fiança no valor de R$ 7 mil. 

Francisco das Chagas, pai de Bruno Queiroz e Francisco das Chagas Júnior
Francisco das Chagas, pai de Bruno Queiroz e Francisco das Chagas Júnior

“Se ele bebeu e dirigiu estava com a intenção de matar. As leis existem, mas se o cara tem dinheiro, ele sai da cadeia, mas eu faço esse apelo a Justiça que faça valer as leis que já existem serem cumpridas e que coloquem esse elemento na cadeia para que não aconteça com outros pais de família o que aconteceu comigo. Acabou minha vida, a minha vida não tem mais sentido. Meus dois filhos que era meninos responsáveis, alegres, esforçados, estudiosos e foram mortos dessa forma por um assassino irresponsável”, disse emocionado.

Senhor Francisco afirmou que se ficasse frente a frente com o causador do acidente iria aconselha-lo, mas que prefere que essa situação não aconteça por hora e que o considera como um assassino. “O Bruno era um menino muito responsável e cuidadoso no trânsito. Ele não andava em alta velocidade e foi um pedaço de mim que foi com os dois”, acrescentou.

Ele revelou que decidiu doar os órgãos de Júnior Araújo para levar vida para outras pessoas que estão na fila de transplante. “Eu tenho certeza que esse era o desejo do meu filho, de poder levar esperança para quem está desesperançado”, disse. A família autorizou a doação de todos os órgãos do filho Júnior Araújo. Senhor Francisco perdeu a esposa há três anos, vítima de câncer e enfatizou que tem encontrado forças em sua fé em Deus para enfrentar essa tragédia em sua família.

Na noite desta segunda-feira (27), várias pessoas se reuniram no Parque da Cidadania e realizaram um ato de oração e apoio para os jovens vítimas de acidente de trânsito na avenida Miguel Rosa, neste domingo. O acidente teve grande repercussão nas redes sociais e chegou a entrar nos trending topics do Twitter.

Fonte: Portal Meio Norte