Ministério da Cultura lança este mês fundos setoriais de apoio ao setor

Outros fundos são voltados para as artes em suas várias expressões - livro, leitura e literatura, patrimônio cultural e audiovisual, entre outras.

O Ministério da Cultura (MinC) está promovendo uma reforma no Fundo Nacional de Cultura, por meio da criação de fundos setoriais, cujo lançamento está programado para o próximo dia 15. A informação foi dada pelo secretário de Identidade e Diversidade do ministério, Américo Córdula.

?Nós estamos fortalecendo. Nós tivemos sempre uma política de renúncia fiscal como principal instrumento. O Fundo Nacional tinha um valor muito pequeno e era pouco democratizado na distribuição dos recursos?, disse ele.

Para reverter esse quadro, o ministério decidiu fortalecer o Fundo Nacional. Foram criados fundos setoriais, entre os quais se destaca o que garante o acesso à diversidade, para atender a todos os segmentos de manifestações culturais do país.

Outros fundos são voltados para as artes em suas várias expressões - livro, leitura e literatura, patrimônio cultural e audiovisual, entre outras.

O secretário afirmou que embora o Fundo Nacional tenha contingenciado em torno de R$ 800 milhões, deverão ser liberados agora, em um primeiro momento, R$ 300 milhões para os fundos setoriais.

Os recursos serão aplicados por meio de editais, bolsas e demandas espontâneas. ?A gente vai ter uma série de mecanismos de apoio, fomento e desenvolvimento da cultura?, explicou.

Os fundos setoriais do Ministério da Cultura têm a Convenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como marco legal e princípio norteador.

Fonte: Agência Brasil