Ministério do Trabalho resgata piauienses em situação de escravidão

Fotos tiradas por fiscais do Ministério do Trabalho mostram a situação dos noventa homens do Maranhão e do Piauí.

Fiscais do Ministério Público do trabalho encontraram noventa trabalhadores, entre eles maranhenses, vivendo em condições precárias no interior de São Paulo. Um dos trabalhadores sofreu um infarto após caminhar por mais de 2km, debaixo de sol forte, para receber o pagamento.

Fotos tiradas por fiscais do Ministério do Trabalho mostram a situação dos noventa homens do Maranhão e do Piauí, que há três meses foram trabalhar nas obras de um conjunto habitacional do programa ?Minha Casa, Minha Vida?, em Fernandópolis, no interior de São Paulo. Os trabalhadores contam que chegam a trabalhar quinze horas por dia.

Para os fiscais não há dúvidas de que os trabalhadores viviam em situação análoga à escravidão. A construtora responsável pelas obras tinha repassado os serviços para uma outra empresa.

O advogado que representa essa outra empresa nega as acusações. Os trabalhadores vão voltar para o Nordeste, a empresa vai ser multada e o caso será encaminhado à Justiça.

Fonte: G1