PI: Ministério do Trabalho visita a execução do Projovem em Oeiras

PI: Ministério do Trabalho visita a execução do Projovem em Oeiras

Segundo a técnica a vista tem como objetivo conhecer e ver como está sendo executando o programa no município.

A técnica do Ministério do Trabalho, Sandra Rodrigues da Fonseca, esteve no período de 14 a 17/04 visitando a execução do programa Projovem Trabalhador em Oeiras.

Segundo a técnica a vista tem como objetivo conhecer e ver como está sendo executando o programa no município. ?Fazemos o monitoramento e avaliação e não fiscalização. Somos uma parceria, prefeitura de Oeiras, Ministério do Trabalho e Funvapi que é a executora do programa no município?, esclareceu Sandra Rodrigues.

O projovem trabalhador está sendo executado em Oeiras, através da Fundação Vale do Piauí ? Funvapi onde 300 jovens estão passando por uma qualificação profissional. Estão sendo ministrados cursos nas mais diferentes áreas como administração, arte e cultura, serviços de higiene pessoal, alimentação e outros. Ao todo são 300 horas/aula sendo 100h de qualificação social e outras 200 horas de qualificação profissional.

Os alunos recebem todo o material didático como bolsas, camisas e um incentivo de R$ 100 mensais.

De acordo com a técnica é importante essa visita para que seja conhecido a execução do projeto na ponta. ?Precisamos saber dos jovens as perspetivas deles de futuro para que a gente possa conhecer a perspectiva da região, saber se o jovem tem essa noção de qualificação e inserção no mercado de trabalho e também passar pra eles a importância do projovem trabalhador, pois com a qualificação é muito mais fácil a inserção no mundo do trabalho?, afirmou Sandra.

Uma das metas do projovem trabalhador é a inserção de no mínimo 30% dos alunos que estão participando da qualificação no mercado de trabalho. ?A meta é inserir 30% mas sempre conseguirmos inserir muito mais, uma média de 90 a 100%?, relata a técnica do ministério enfatizando que está satisfeita com o que viu em Oeiras e com a perspectiva para o mercado de trabalho.

A Funvapi, executora do programa em Oeiras, através do seu coordenador Eliésio Campelo Lima Junior, informou que o projeto é pra ser executado em seis meses e que em Oeiras a previsão é que o fim da execução aconteça em agosto.

Fonte: Maura Duarte