Ministério garante força tarefa na Saúde para a ampliação da rede de reabilitação

A proposta é que a cidade de Teresina seja um ponto de atendimento de alta complexidade

As principais instituições governamentais da saúde piauiense estiveram reunidas na tarde desta quinta-feira, 12, em Brasília, no Ministério da Saúde. Na pauta, o governador Wellington Dias tratou da ampliação da Rede de Reabilitação para Pessoas com Deficiência. O ministro Arthur Chioro recebeu a comitiva piauiense, garantiu todo o apoio e autorizou a sua equipe a dar as soluções necessárias.

A proposta é que a cidade de Teresina seja um ponto de atendimento de alta complexidade, indo para o C4, que são as quatros principais clínicas para deficiências (auditiva, visual, física e mental) e ampliar para mais quatro regiões do Estado. "Foi uma reunião muito proveitosa é positiva. Uma equipe do Ministério irá ao Piauí para uma avaliação rápida, visando ampliar o atendimento", declarou o secretário de Saúde do Estado, Dr Francisco de Assis Costa.

Parnaíba, a segunda maior região em população, deve ser atendida. Uma emenda da deputada Rejane Dias (PT-PI), no valor de R$ 5 milhões, possibilitará a instalação de uma base de reabilitação no nível C 4, em parceria com a Prefeitura Municipal. A cidade de Picos também será contemplada, pois já foi autorizado e, após a aprovação do Orçamento, será viabilizado numa parceria do governo coma iniciativa privada.

Outro tema importante foi o da oncologia, visando aumentar o teto de Teresina em cerca de R$ 800 mil. "Os secretários de Saúde apresentaram estudos que indicam a necessidade dessa ampliação para garantir o atendimento humanizado a todos os pacientes, independente do estado de origem, e também o início da descentralização  do atendimento oncológico para cidades como Parnaíba e Picos", declara o governador, acrescentado que a capital poderá ter mais uma base de apoio ao tratamento oncológico no Hospital Universitário.

A equipe também apresentou as soluções para o Hospital Materno Infantil e o Hospital de Alta Complexidade em Picos, e tratou sobre investimentos em Floriano, Parnaíba e Bom Jesus. Buscou-se ainda alternativa para um acelerador nuclear que a princípio seria destinado ao Hospital São Marcos, mas, por uma questão física, poderá ir para o Hospital de Urgência.

O governador do Piauí, Wellington Dias; a deputada federal Rejane Dias; a senadora Regina Sousa; os secretários estadual de Saúde, Dr Francisco Costa, e de Justiça, Daniel Oliveira; o superintendente de Representação do Piauí em Brasília, Assis Neiva; o secretário de Saúde de Teresina, Aderivaldo Andrade; o superintendente executivo do CEIR, Dr Francisco Alencar; e o secretário estadual de Inclusão da Pessoas com Deficiência, Mauro Eduardo, participaram da audiência.

 

Fonte: Ascom