Ministério Público abre inquérito civil contra a FMS

Ministério Público abre inquérito civil contra a FMS

A Fundação Municipal de Saúde foi notificada a apresentar providências ao Ministério Público

Algumas especialidades médicas da Rede Pública Municipal de Saúde passam por uma crise sem precedentes. A situação mais crítica está no setor de neurologia, onde os pacientes tentam marcar consultas sem sucesso durante meses.

Quem tem pressa chega ainda de madrugada do hospital e postos de Saúde e, muitas vezes, o esforço de uma noite inteira acordado, normalmente é em vão.

Um exemplo disso é o hospital do Matadouro, zona Norte de Teresina: o problema é a unanimidade nas reclamações. A situação fica mais dramática a cada dia. Quem depende do SUS, dificilmente vai ter dinheiro para pagar uma consulta particular com um urologista.

As reclamações da população chegaram ao Ministério Público do Estado, que inclusive já abriu um inquérito civil público para apurar as irregularidades na garantia do direito constitucional à Saúde.

A Fundação Municipal de Saúde foi notificada a apresentar providências ao Ministério Público. A representação está publicada no Diário Oficial da União. O promotor Eni Marcos é o responsável pelo inquérito.

Fonte: Denison Duarte