Ministério Público denuncia pastor acusado de pedofilia

Promotor pede ainda que Heiderich seja proibido de ter ver família

O promotor Luiz Otávio Gomes denunciou ontem à Justiça do Rio de Janeiro o pastor Felipe Garcia Heiderich, acusado de violentar sexualmente seu enteado, filho da também pastora Bianca Toledo.

Na denúncia, o promotor pede ainda que Heiderich seja proibido de ter acesso a integrantes da família, por razões de segurança.

O Ministério Público não pediu a prisão preventiva de Heiderich, hoje preso temporariamente, por falta de necessidade para mantê-lo preso.

Com isso, a menos que a Justiça tenha um entendimento diferente, o pastor deve responder em liberdade.

Gomes cita na acusação o laudo assinado por um psicólogo e um psiquiatra, que, baseados em desenhos e entrevistas com a criança, afirmaram que há evidências de que ele foi vítima.

Image title

Fonte: Com informações do OGlobo