Miss morre após sofrer uma parada cardíaca durante cirurgia para implante de silicone

Miss morre após sofrer uma parada cardíaca durante cirurgia para implante de silicone

Miss Jataí Turismo deste ano, ela era atendida pelo médico Rogério Morale, que não conseguiu reverter o quadro

A modelo Louanna Adrielle Castro Silva, 24, morreu no último sábado (1º) durante uma cirurgia plástica para implante de silicones nos seios em Goiânia. Ela teve uma parada cardíaca durante o procedimento, realizado no hospital Buriti, no bairro Parque Amazônia.

Miss Jataí Turismo deste ano, ela era atendida pelo médico Rogério Morale, que não conseguiu reverter o quadro. No hospital onde a cirurgia era realizada não havia Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O médico atende em Jataí (a 327 quilômetros de Goiânia), onde Louanna morava, mas a família dela alega que a cirurgia foi realizada na capital justamente por causa da UTI. O marido da vítima, Giuliano Cabral Chaves, 35, diz que Morale não cumpriu o combinado e ofereceu um serviço que não possuía a UTI.

O médico não foi encontrado para comentar a morte da paciente. Em Goiânia, ele atende no Hospital Master de Cirurgia Plástica e, em Jataí, na Clínica Notre Dame. O caso foi registrado pelo marido de Louanna no 5º Distrito Policial de Goiânia.

A família pede uma investigação sobre as causas da morte e contesta o laudo médico feito no Hospital Monte Sinai, para onde Louanna foi levada após a parada cardíaca, que apontava o consumo de drogas.

O marido da modelo pediu uma autópsia detalhada pelo Instituto Médico Legal. O corpo da jovem foi velado domingo e sepultado no cemitério São Miguel, em Jataí.

Fonte: UOL