Água: Missionários ajudam municípios que sofrem com a seca com projeto no Piauí

Água: Missionários ajudam municípios que sofrem com a seca com projeto no Piauí

O projeto iniciou no município de Dirceu Arcoverde e em um ano expandiu para outros dois municípios do semiárido piauiense

Com uma história que se iniciou há um ano em Dirceu Arcoverde, município do semiárido piauiense, o conjunto de missionários que compõem o Projeto Mais Água já avalia que tem bons frutos no sertão.

O último ano foi e este também está sendo de agonia para os sertanejos que sofrem com a falta de água, de um problema ciclicamente já anunciado, a seca. Fundamental na vida de qualquer ser vivo, a água continua a ser o mote de missões solidárias no Piauí.

Hoje o grupo atua em Capitão Gervásio e Betânia, neste último município o grupo comemora a conquista de uma máquina dessalinizadora, que deverá ajudar a população quilombola do Baixão a beber água potável. Antes, as famílias viviam com os poucos recursos hídricos retirados de açudes e cacimbas.


Missionários ajudam Piauí ainda sem água

Com a falta das chuvas, a situação veio a se agravar, pois a água existente virou lama, em um local onde vivem 53 famílias, mais de 300 pessoas, ?esquecidas da sociedade e do poder público?, como afirma o missionário Carlos Brito Filho.

A máquina que será inaugurada hoje (04) foi comprada a partir dos esforços dos missionários e patrocínios. A água dessalinizada será distribuída aos moradores três vezes por semana, por morador a ser treinado para manusear a mesma. Ela será instalada em um cômodo construído especificamente para facilitar o acesso de toda a comunidade.

Em outra frente, os missionários propõem reconstituir espaços de moradias dignas para os quilombolas do Baixão. O local receberá 10 jovens vindos de Minas Gerais para trabalhar na reformas das casas da comunidade. Além disso serão distribuídos colchões para população, que segundo José Carlos ainda dorme no chão, ou pelos menos boa parte dela.

Fonte: Sarah Fontenele