Monitoramento eletrônico de penitenciária chega em Picos e Floriano

O curso é voltado para agentes penitenciários.

A Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) realiza até a próxima quinta-feira (15), na sede da Escola de Formação Penitenciária, o segundo treinamento para operacionalização do sistema de monitoramento eletrônico do Piauí. O curso é voltado para agentes penitenciários que participaram de treinamento realizado no ano passado, e para agentes que vão participar da segunda etapa de adoção do monitoramento, previsto para ser implantado em Picos e Floriano ainda neste ano.

De acordo com a gerente de da Central de Monitoramento Eletrônico da Sejus, Paula Barbosa, o curso é voltado à capacitação contínua. “Tivemos um treinamento no ano passado e, agora, estamos fazendo um aperfeiçoamento para os agentes que já atuam no monitoramento e para aqueles que vão iniciar a nova etapa em Floriano e Picos”, destaca. Vinte e quatro agentes penitenciários participaram do treinamento, que está sendo ministrado por técnicos da empresa que disponibiliza os equipamentos do monitoramento.

Ainda segundo a gerente, uma equipe será montada para instalar o sistema em Picos e Floriano e o processo de acompanhamento da execução do sistema será feito pela Central de Monitoramento, que fica na sede da Secretaria de Justiça, em Teresina. Atualmente, existem 386 pessoas sendo monitoradas eletronicamente no Piauí (321 em Teresina e 65 em Parnaíba/Luís Correia). O sistema de monitoramento eletrônico é feito através do sistema de GPS e GPRS. No Piauí, a medida é utilizada desde 2013.

O gerente adjunto da Penitenciária Masculina de Picos, Hemerson Barbosa, destaca que o treinamento serviu para, ao viabilizar o contato com a parte técnica do monitoramento, dar uma visão ampla de como o sistema pode colaborar com a prestação jurisdicional na região. “Em Picos, já fizemos uma análise preliminar e identificamos 50 detentos que se enquadram no perfil do monitoramento”, ressalta.


Fonte: Ascom