Monja finaliza ciclo de palestras com debate sobre sofrimento

Ani Zamba esteve em Teresina participando de ciclo de palestras

A monja budista Ani Zamba Chözom finalizou o ciclo de palestras em Teresina com uma reflexão sobre o que ela elenca como as nobres verdades: a primeira é que o sofrimento é inevitável, mas ele só existe graças a causas específicas, não é aleatório; segunda, o importante é que podemos destruí-lo; terceira, e como faz para isso acontecer?

"Você precisa primeiro entender o motivo do seu sofrimento, pois nós não conseguimos visualizado. No entanto, algumas mudanças são responsáveis por nos deixar com esse sentimento, como a insegurança. Dessa forma, é preciso nos libertarmos de algo que nos deixa desconfortável", relata Ani Zamba A monja acredita que a motivação eleva a vida dos seres humanos, mas que não deve ser desvirtuado para o consumo. "Mudamos nossa percepção quando nos sentimos inseguros. Nesse momento muitos começam a comprar coisas que, no final, não trarão felicidade", diz.

Image title


Ani Zamba orienta que, após a descoberta da motivação, devemos procurar a natureza pura da consciência. "É muito difícil alguém conseguir isso, somente quando tiramos a raiva e frustração.

Mais que isso, precisamos saber que cada pessoa tem uma percepção diferente da sua. Por isso, muitas pessoas ficam chateadas quando o amor da sua vida não entende o que o outro sente".

Ani Zamba Chözom esteve em Teresina participando do ciclo de palestras "Ensinamentos Budistas em Teresina" e que estão presentes no livro "A Dança das Emoções", uma leitura repleta de respostas e paz.

Fonte: Carolina Durães e Daniely Viana