Moradores amarram homem que quebrou lanchonete e residência

"Ele quebrava tudo que via pela frente", disse uma testemunha.

A cena é chocante. Moradores de Santa Teresa amarraram um homem que, descontrolado, iniciou um quebra-quebra em uma lanchonete e invadiu uma casa na Rua do Oriente. Segundo testemunhas, Gilbert Leonardo Costa entrou no estabelecimento por volta das 20h.



?Ele quebrava tudo que via pela frente. Depois, ainda entrou em outra casa, até ser contido pelos moradores. Todos ficaram apavorados?, disse a dona da lanchonete, Bianca Mello Costa, 28 anos. Gilbert se trancou em um quarto na casa que invadiu, mas foi retirado por vizinhos.

Moradores amarraram Gilbert com fios enquanto esperavam policiais militares, segundo testemunhas, com consentimento de atendentes do 190, já que ele estava muito alterado. Bombeiros chamados pelos policiais também tiveram dificuldades para imobilizar o homem, que acabou levado para a 7ª DP.

Ele, que mora em Duque de Caxias, segundo registro na delegacia, foi autuado por dano, mas, por orientação do delegado Tiger de Souza Silva, foi socorrido no Hospital Souza Aguiar, onde ficou internado. Segundo médicos, na tarde de ontem, ele ainda estava agitado e com indícios de que havia consumido drogas.

No período em que ficou amarrado, Gilbert alternava momentos de prostração e de agitação. Exaltado, gritava pela mãe, chamava por André e dizia que era da Marinha e tinha dinheiro. Conseguiu se soltar dos fios e foi amarrado de novo com cordas. Ele chegou a ser algemado por policiais devido ao seu estado.

Um vizinho contou que Gilbert chegou de táxi com morador do bairro que seria homossexual, mas ele não tentou impedir quando o homem começou a quebrar a lanchonete. A dona do bar, Bianca, conta que não atendeu ao pedido de Gilbert, que queria bebida alcoólica.

Fonte: O Dia Online