Z.Leste tem que conviver com lixo em terrenos baldios

Z.Leste tem que conviver com lixo em terrenos baldios

Sem uma devida fiscalização se transformam em depósitos de lixo e preocupam os moradores dos arredores.

A zona Leste tem se destacado a cada dia como principal região de crescimento econômico na capital. No entanto, a zona também registra em muitos bairros a presença de inúmeros terrenos baldios, que sem uma devida fiscalização se transformam em depósitos de lixo e preocupam os moradores dos arredores.

De acordo com dados da Gerência de Serviços Urbanos da SDU- Leste, a zona Leste já chegou a possuir uma média de 45 a 50 terrenos baldios. Hoje esse número foi reduzido pela metade, porém as regiões dos residenciais Giovane Prado, Vila Maria e do bairro Vale Quem Tem ainda são grandes focos do problema.



Moradores do Vale Quem Tem já convivem com dois terrenos baldios há mais de 5 anos. Segundo a doméstica Antônia Maria, há nos locais, além do acúmulo de lixo, muito matagal, que prejudica quem retorna do trabalho à noite. ?Aqui as doenças repentinas e os assaltos constantes não assustam mais os moradores, que vivem tentando sobreviver diante dessas condições?, reclama a moradora.

Para a comerciante Maria do Amparo, 40, a melhoria para a situação vem quando os próprios moradores intervêm.

?Várias vezes já comunicamos o problema à prefeitura, porém, na maioria das vezes, nós mesmos temos que sair recolhendo o lixo e os entulhos desses locais e limpando os espaços com muito mato. Somos obrigados a cuidar daquilo que ficou esquecido?, acrescenta a comerciante.

Para tentar combater o máximo possível de irregularidades e transtornos aos moradores próximos a estes locais, a prefeitura vem desativando estes lugares. ?Já procuramos fazer uma limpeza nestes locais que estão abandonados, enquanto que também já acionamos proprietários de outros terrenos para que façam uma limpeza e murem seus espaços?, esclarece Mário Andrade, gerente da Gerência de Serviços Urbanos da SDU/Leste.

Caso os proprietários não atendam devidamente as recomendações da prefeitura, estes podem ser rigorosamente notificados e até multados. Dados do setor de fiscalização da SDU-Leste esclarecem que ainda este ano foram notificados 200 terrenos e multados apenas 60, com multas nos valores de R$ 50 até R$ 10.000.

Fonte: Thauana Cavalcante