Morre aos 66 anos, o antropólogo Gilberto Velho

Ele era membro da Academia Brasileira de Ciências


Morre aos 66 anos, o antropólogo Gilberto Velho
Morreu na madrugada deste sábado (14) o antropólogo Gilberto Velho, de 66 anos. O sepultamento será feito no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

Ele nasceu em 15 de maio de 1945, no Rio de Janeiro, e se formou bacharel em Ciências Sociais em 1968, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No ano seguinte, ele começou mestrado no programa de pós-graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da mesma instituição.

Com o título de mestre, Gilberto Velho fez especialização em Antropologia Urbana e Sociedades Complexas no Departamento de Antropologia da Universidade do Texas, em Austin. Em 1975 concluiu doutorado em Ciências Humanas na Universidade de São Paulo (USP).

Ele ocupou cargos importantes em instituições renomadas na área de Ciências Humanas, atualmente Gilberto Velho era professor decano do Departamento de Antropologia Social do Museu Nacional da UFRJ e membro da Academia Brasileira de Ciências.

Entre suas obras estão os livros "Mudança, Crise e Violência: política e cultura no Brasil contemporâneo" (2002) e "A Utopia Urbana: um estudo de antropologia social" (1973).

Fonte: G1