Bebê deixado por 5h em carro não resiste e morre; brinquedos emocionam no velório

Bebê deixado por 5h em carro não resiste e morre; brinquedos emocionam no velório

Bebê de 11 meses ficou quase cinco horas no veículo do pai.

Os brinquedos emocionavam a todos que se aproximavam para se despedir do bebê de 11 meses durante o velório na madrugada desta sexta-feira (18), em Santa Rosa, Região Noroeste do Rio Grande do Sul. A menina, que no próximo dia 27 completaria um ano de idade, saiu de casa com o pai no início da tarde de quinta (17) para ser levada para a creche, mas foi esquecida dentro do carro do delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia do município, José Soares de Bastos, que se dirigiu direto ao trabalho. Ela não resistiu.

Segundo a polícia, o pai esqueceu a criança dentro do carro, estacionado no pátio da delegacia, que fica no bairro Cruzeiro. Ele só percebeu que o bebê estava há quase cinco horas dentro do veículo quando a mãe telefonou da creche para saber onde estava a filha.

O delegado estava na rua, em uma ocorrência, e voltou para a delegacia após a ligação. Com a ajuda de colegas, tirou a menina de carro e a levou para o Hospital Vida e Saúde, onde ela já chegou sem vida.

O médico pediatra César Altino estava na equipe que tentou reanimar a criança. Segundo ele, dificilmente o bebê tenha morrido por falta de oxigênio. A possibilidade levantada é desidratação, já que ela perdeu muito líquido em função da alta temperatura do carro e do corpo.

"A desidratação é extremamente grave, danosa para o sistema nervoso central. Provoca precocemente alterações, pode provocar convulsões, um colapso sistêmico, seguido de parada cardiorrespiratória", disse o médico.

O velório ocorre no Salão Paroquial da Igreja Matriz, e o sepultamento será realizado ainda nesta sexta-feira. O pai segue internado no hospital, em estado de choque.

Fonte: G1