Morre primeira criança do mundo a tomar coquetel contra Aids

Morre primeira criança do mundo a tomar coquetel contra Aids

Segundo familiares, ela abandonou os medicamentos há cinco anos.

Morreu na madrugada desta quinta-feira (5) em Sorocaba (SP) Luciane Aparecida Conceição, conhecida como a primeira criança do mundo a tomar coquetel contra a Aids.

Luciane, de 24 anos, estava internada no Hospital Regional há uma semana, com insuficiência renal e pressão baixa. Na segunda-feira (1º) ela entrou em coma e foi transferida para a UTI.

Segundo familiares, ela tinha parado de tomar remédios contra a doença há cinco anos e estava bastante debilitada, tendo sido internada mais de 10 vezes só neste ano. "Infelizmente ela não aceitava mais tomar o remédio, e não dizia o motivo. Simplesmente não queria mais se tratar. A gente insistia para que ela voltasse a usar a medicação, adiantava?, conta a irmã Andreia Cristina Conceição.

A jovem contraiu o vírus HIV ao nascer. A mãe havia contraído a doença em uma transfusão de sangue durante a gravidez.

Luciane deu à luz uma menina em 2008. Apesar da mãe e da avó serem soropositivas, a criança nasceu sem a doença.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a causa da morte foi infecção generalizada e Aids.

Fonte: G1