Morre homem que teve 60% do corpo queimado por ex-mulher por ciúmes

Família fala que crime foi motivado por ciúme, já que vítima arrumou namorada nova

Morreu na última quinta-feira (14) o homem que teve 60% do corpo queimado em Cornélio Procópio, no Paraná. A vítima, Claudecir Pacheco, de 45 anos, chegou a ficar alguns dias internado, mas não resistiu. A ex-mulher dele é suspeita de ter ateado fogo no homem.


Morre homem que teve 60% do corpo queimado por ex-mulher por ci伹es

Segundo a polícia, o casal tinha um filho e a suspeita não aceitava o fim do relacionamento. Ela teria se irritado ao descobrir que o homem estava com uma namorada nova e foi até a sapataria em que ele trabalha. Ela jogou tíner e depois uma vela que já estava acesa, segundo as investigações. Em seguida, fugiu em uma moto. O caso ocorreu na sexta-feira (8).

Na tarde do mesmo dia, depois buscas da polícia, Lilian se entregou acompanhada de um advogado. Ela disse que o fogo começou por acidente e que tentou apagar as chamas no rosto do ex-namorado.

A delegada Caroline Fernandez informou que ficou clara a tentativa de homicídio, crime pelo qual a mulher foi indiciada, e que ela passou por exames de corpo delito e foi encaminhada ao presídio feminino de Cornélio Procópio. Como a vítima morreu, ela deve responder por homicídio, mas a polícia ainda não confirmou.

Familiares da vítima contaram à polícia que a relação do casal foi marcada por brigas e desentendimentos. A criança está com a vó materna, já que o pai morreu e a mãe está no presídio.

Fonte: r7