Mortes: Ao menos 90 corpos são resgatados após queda de avião no Paquistão

Mortes: Ao menos 90 corpos são resgatados após queda de avião no Paquistão

Ministro havia dito anteriormente que existiam cinco sobreviventes.

Ao menos 90 corpos foram resgatados nesta quarta-feira (28), após a queda de um Airbus 321 da companhia aérea paquistanesa AirBlue numa região montanhosa no sul da cidade de Karachi, no Paquistão.

As agências de notícias haviam informado que cinco pessoas tinham sobrevivido. As informações mais recentes, no entanto, apontam que não houve resgate de sobreviventes até agora.

"A chance de haver quaisquer sobreviventes são muito pequenas. Recolhemos os restos de mais de 90 pessoas até agora", disse à agência Reuters Bin Yameen, oficial de polícia de Islamabad.

Um funcionário da embaixada dos EUA disse que dois americanos estariam entre as vítimas.

O avião, com 152 a bordo, caiu e pegou fogo na manhã desta quarta-feira (27) - início da madrugada no Brasil. O local da queda é íngreme e de difícil acesso. As equipes caminham por trilhas para chegar à região. O Exército informou que enviou três helicópteros e soldados para o local. O governo declarou dia de luto nesta quinta-feira.

Também não há ainda informações oficiais sobre as causas do acidente.

O porta-voz da estatal que controla a aviação civil confirmou que voo cumpria a rota entre as cidades paquistanesas de Karachi, ao sul, e a capital, Islamabad, e acrescentou que a aeronave perdeu contato com a torre de controle minutos antes da queda.

O acidente ocorreu pouco antes da aterrissagem, durante forte chuva e sob nevoeiro. O avião caiu e explodiu nas Colinas de Margala.

A AirBlue começou a operar em 2004 com rotas domésticas e voos para os Emirados Árabes Unidos, Omã e Manchester, na Inglaterra. O porta-voz da companhia informou que esse foi o primeiro acidente da empresa e que uma investigação seria aberta.

Fonte: g1, www.g1.com.br