Motociclistas se sentem inseguros com trânsito no centro de Teresina

Motociclistas se sentem inseguros com trânsito no centro de Teresina

Avenidas como Frei Serafim e Maranhão, que passam pelo centro da cidade, estão entre aquelas onde acontece o maior número de acidentes

O trânsito no centro de Teresina está cada dia mais complicado. Se para os motoristas de carro o trânsito não flui, para os motociclistas o que mais incomoda é o perigo constante pelos qual eles passam.

Avenidas como Frei Serafim e Maranhão, que passam pelo centro da cidade, estão entre aquelas onde acontece o maior número de acidentes na capital, segundo dados da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran)

Nesse final de semana, morreu vítima de acidente envolvendo motocicleta, no centro da cidade, o repórter fotográfico Raimundo Nonato da Costa, o Costinha.

Ele foi mais uma vítima da imprudência no trânsito. O mototaxista Elcione Sousa Rodrigues, que trabalha no centro da cidade há 11 anos, conta que a cada ano o trânsito nessa região da cidade fica mais complicado.

?Tem muito motorista desatento, tanto de carro como de moto. São poucos os que respeitam os motociclistas no trânsito, tornando nosso trabalho um perigo constante.

O pior é o fato de os carros estacionarem em fila dupla. Isso acontece muito e acaba deixando a via muito estreita e dificultando ainda mais o trânsito?, reclamou o mototaxista.

Em relação ao estacionamento, os motociclistas têm um local voltado para eles estacionarem seus veículos, mas até eles são desrespeitados. ?Às vezes nós encontramos carros invadindo nosso espaço nos estacionamentos.

Isso acontece muitas vezes por falta de informação dos motoristas. Já encontrei idosos estacionando no nosso local, achando que esse era espaço reservado para eles?, reclamou Elcione.

Segundo a coordenadora do Departamento de Educação no Trânsito da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Audea Lima, o centro comercial não é o local onde ocorrem os acidentes mais graves da cidade, no entanto, os motociclistas são os mais vulneráveis quando se fala de acidentes, tanto no centro como em qualquer região de Teresina ou do Brasil.

?Os motociclistas são sempre o alvo mais vulnerável, por isso precisam tomar cuidados especiais quando estão no trânsito?, disse.

Nos levantamentos do Ciptran, segundo o comandante da companhia, major Adriano Lucena, as avenidas Frei Serafim e Maranhão apareceram em praticamente todos os meses como locais onde aconteceu o maior número de acidentes.

Fonte: Pollyanna Carvalho