THE: Motoristas desrespeitam Faixa Azul na Frei Serafim

Funcionando há mais de um ano, a faixa exclusiva para os ônibus na Avenida Frei Serafim, a Faixa Azul, como é conhecida, ainda não é respeitada

Com mais de um ano em funcionamento, o sistema Faixa Azul, na Frei Serafim, ainda é desrespeitado por motoristas da capital. Apesar de o número de infrações terem caído, ainda é alta a quantidade de condutores que desrespeitam a área reservada apenas a ônibus e táxis.

Dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito mostram que, por mês, é registrada uma média de 300 motoristas que invadem a faixa de forma ilegal.

Entre os horários de 6h às 21h veículos particulares só podem entrar na faixa se forem para pegar a próxima via, ficando permitido o tráfego destes veículos apenas fora desse horário. Já aos sábados eles não podem andar pela faixa azul entre 6h e 14h. Caso isso aconteça, o ato é considerado infração e o motorista será multado.

?Quando assumi a gerência de monitoramento, no início deste ano, nós intensificamos as fiscalizações e consequentemente o número de infrações era muito alto. Com o passar do tempo, os motoristas foram tomando consciência e esse número vem caindo consideravelmente.

Porque acontece da seguinte forma: uma pessoa que cometeu essa infração em fevereiro, por exemplo, só vai receber a notificação em sua casa cerca de um mês depois e só a partir de então ele começa a perceber que se trafegar pela faixa azul, ele será multado.

Então foram necessários esses primeiros meses de intensificação das fiscalizações para que as pessoas tomassem consciência que não podem?, afirmou o gerente de monitoramento da Strans, Denilson Guerra.

Para garantir que todas as infrações cheguem à gerência de monitoramento, a Avenida Frei Serafim foi toda equipada, em pontos estratégicos com câmeras, desde a Ponte Juscelino Kubitschek até a Igreja São Benedito.

Hoje espalhadas pela cidade existem 152 câmeras, sendo 23 delas de movimento, ou seja, elas possibilitam que a equipe de monitoramento da Strans possa perceber detalhes dos veículos através de zoom e de filmagens.

Elas possibilitam o monitoramento eletrônico e dentre outros pontos encontram-se nas pontes Estaiada João Isidoro França, Wall Ferras e Juscelino Kubitschek.

Além delas, há ainda os equipamentos de fiscalização eletrônica, que estão espalhados por 29 pontos estratégicos da cidade. Enquanto o monitoramento pelas câmeras acontece das 6h às 19h, estes equipamentos possibilitam uma fiscalização por 24 horas.

Fonte: Pollyana Carvalho