Motoristas de ônibus entram em greve na próxima quinta

No início da próxima semana ainda haverá uma nova reunião para confirmar se vão cruzar os braços.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Piauí (Sintetro) anunciou ontem(16), durante assembleia geral, a paralisação das atividades a partir das 0h da próxima quinta-feira(22), caso não entrem em consenso com empresários do setor.

No início da próxima semana ainda haverá uma nova reunião para confirmar se vão cruzar os braços.

Sem fechar nenhuma negociação com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina (Setut), a categoria, que reivindica um reajuste salarial de 13%, espera que os empresários apresentem uma nova proposta.

De acordo com o presidente do sindicato, Francisco das Chegas Oliveira, a proposta oferecida pelo setor patronal, de percentual de 8,5% foi rejeitada pela categoria que fez indicativo de greve para segunda-feira. "Se não houver uma nova proposta, motoristas e cobradores ficarão de braços cruzados. Até o momento a greve está mantida e terá início na segunda-feira", coloca

O Sindicato das empresas oferece 8,5% de reajuste salarial, percentual maior que o INPC - Índice Nacional de preços ao Consumidor - relativo aos últimos 12 meses, que foi de 7,16%". Segundo a assessoria de comunicação do Setut, o Sindicato não vai se pronunciar enquanto não forem concluída as negociações.

A Superintendência Regional do Trabalho intermediou duas rodadas de negociações entre patrões e empregados, mas não houve avanços. O objetivo da negociação é um acordo entre as categorias de empregadores e empregados na Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 e evitar medidas radicais que prejudiquem a população.

Fonte: Virgínia Santos e Aline Damasceno