Motos causaram 70% das mortes no trânsito em THE

Motos causaram 70% das mortes no trânsito em THE

De acordo com a Ciptran, só no ano de 2012, foram 1.243 acidentes envolvendo esse tipo de veículo na capital.

O número de acidentes envolvendo motocicletas ainda está no topo das estatísticas de acidentes de trânsito em Teresina. Só no ano de 2012 foram 1.243 acidentes envolvendo esse tipo de veículo na capital. Eles foram responsáveis por 70% das mortes no trânsito na cidade, que ainda tem como causa principal a imprudência.

?A maioria desses acidentes são colisão e abarroamento, ninguém bate em um muro ou em uma árvore, ou seja, a causa na maioria das vezes é a imprudência dos motociclistas?, disse o comandante da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran), major Adriano Lucena.

O mototaxista Manoel Luiz da Silva afirma que a imprudência no trânsito ainda é muito grande e são necessários todos os cuidados existentes para que esse tipo de acidente seja evitado. Além dos cuidados no trânsito, ele acrescenta ainda que é necessário estar sempre realizando manutenção nos veículos, para que problemas na motocicletas nãos e tornem mais um requisito a favor de acidentes.

?Precisamos respeitar as regras de trânsito, andar com atenção pelas ruas. Muita gente não faz isso, mas nós precisamos fazer a nossa parte e, além disso, precisamos cuidar do veículo. Assim como um carro precisa de manutenção, a motocicleta também necessita?, pontuou.

É exatamente esse cuidado que falta a muitos motociclistas em Teresina, segundo o comandante da Ciptran. ?O poder público faz sua parte, com as campanhas e fiscalizações, mas nós sentimos falta de um ente muito importante nesse nosso trabalho, que é a sociedade. As pessoas precisam se conscientizar e cobrar de quem estar por perto essa conscientização. Nós precisamos urgentemente de uma mudança de comportamento da sociedade?, argumentou.

Além disso, outro fator importante, segundo o major, é a união entre os órgãos de fiscalização de trânsito, para que o trabalho de cada um seja fortalecido. Neste ano continuarão sendo realizadas campanhas educativas e de conscientização com o objetivo de minimizar esse total de acidentes e sobretudo o número de mortos.

Fonte: Pollyanna Carvalho